Ciclo de Entrevistas – Miguel Louro

Miguel Ângelo Martins Louro (Miguel), 20 anos, guarda-redes que representou a Odivelas SAD na época 2013/2014, dá um entrevista ao site odivelasfc.com, após uma grande época de estreia como sénior.

SONY DSC

João: Estreaste-te esta época como sénior, e logo ao serviço da Odivelas SAD. Que avaliação fazes? Quais sãs as tuas perspetivas para o futuro?

Miguel: Acho que, para começar, foi espetacular. Comecei a jogar e a mostrar as minhas qualidades, mesmo apesar de em alguns jogos não ter estado muito bem. As minhas perspectivas são de continuar a jogar e tentar chegar lá a cima no futebol.

João: Como te defines enquanto jogador? Quais consideras serem as tuas principais características em campo?

Miguel: Essa pergunta é difícil. Mas acho que como jogador com qualidade, sou muito humilde, ajudo sempre os meus colegas em tudo. Sou forte dentro dos postes e a jogar com os pés.

João: Como foi a tua relação com o restante plantel? Como é que funcionaram enquanto grupo, especialmente nos momentos mais difíceis?

Miguel: A minha relação foi muito boa. Não conhecia ninguém no inicio da época. Fui conhecendo, toda a gente me apoiou e me ajudou. Nos momentos difíceis é que se vê as grandes equipas. Nós sem condições nenhumas, unimo-nos sempre todos, em cada treino, sempre demos o máximo para chegar ao jogo e termos êxito.

João: E o staff, de que maneira ajudou no teu trabalho? De que maneira a experiência de um ex-internacional Português (mister Luís Andrade) ajudou no teu crescimento enquanto jogador e enquanto pessoa?

Miguel: Ajudou muito, mas principalmente uma pessoa chamada António Sousa. Foi como um “pai”, só não fazia o que não podia por nós, metia-se à frente de toda a gente para nos proteger. Foi a melhor pessoa que já conheci a nível de diretor desportivo e pessoal. O senhor Jaime, um grande amigo, sempre disposto ajudar em tudo o que nós queríamos. O mister Luís Andrade, aprendi muito com ele. A ser humilde, a ser homem, a saber lidar com coisas que aconteciam no futebol, e a defender apesar de ele não ter sido guarda-redes, mas ainda nos deu uns treinos. Mister Fragata e mister Rui ajudaram muito ao longo da época. Do mister Rui nem falo muito porque ele já sabe que sem ele eu não teria ido para um grande clube chamado Odivelas SAD. Ao longo destes 4 anos ele tem me ajudado muito a crescer como guarda-redes, apesar de ele nunca ser treinador de guarda-redes, sempre me quis ajudar. Mister viola acho que foi a pessoa mais divertida e mais alegre. Estava sempre na brincadeira, mas quando era para trabalhar era no duro, foi o melhor treinador de guarda-redes que eu já apanhei ao longo destes anos na vida de futebol. Foi uma grande perda ele ter saído no meio da época.

João: Chegou ao fim a época 2013/2014, onde conseguiram a subida à Divisão de Honra da AFL. Que balanço fazes desta época com o símbolo do Odivelas SAD ao peito?

Miguel: Balanço muito positivo, no início da época marcámos um objetivo que era subir de divisão, e conseguimos. Apesar de coisas que se passaram ao longo da época, más condições, os árbitros, conseguimos superar isso tudo e cumprimos o nosso objetivo principal. Foi duro termos perdido o último jogo e não poder ir disputar a final da distrital.

João: Por esta altura, já deves a estar certamente a preparar a próxima época. Vais continuar no Odivelas SAD, tens propostas para sair…? Podes nos adiantar alguma coisa em relação a isso?

Miguel: Sim, já estou a preparar a próxima época e sim, gostava de continuar no Odivelas e levar esta família odivelense e o clube ao topo, onde já devia de estar à muito tempo. Não tenho propostas em concreto ainda. Com o tempo saberão a minha decisão.

João: Que mensagem queres deixar a todos os Odivelenses (colegas, staff, adeptos…)?

Miguel: Quero agradecer a todos os odivelenses por nos terem apoiado em todo o lado, até nos maus momentos lá estiveram, e que não deixem de apoiar a equipa porque daqui a uns anos o ODIVELAS SAD vai estar no topo. Aos meus colegas quero-lhes dizer para nunca desistirem dos seus sonhos. Se é chegar lá acima, então trabalhem sempre no duro em todos os treinos para nos jogos mostrarem o seu melhor. Espero ainda ver muitos na televisão a jogar. Ao staff queria agradecer muito porque sem eles eu não era nada, ajudaram me muito como pessoa e como jogador e não só a mim como aos outros companheiros de equipa.

 Reportagem efetuada por João Santos.

A equipa do odivelasfc.com agradece a sua disponibilidade para esta entrevista, e deseja muitas felicidades e sucesso para o seu futuro.

image_pdfimage_print